O caso Maju

Foi no dia 3 de julho, justamente Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, que cerca de 4 criminosos publicaram, na página do Jornal Nacional no Facebook, comentários racistas contra a apresentadora Maria Júlia Coutinho.

Em resposta a este ataque covarde, milhares de brasileiros manifestaram a sua indignação e o repúdio aos criminosos.

Como foi a nossa ação?

Diante do caso queríamos provocar uma reflexão. Será que um comentário na internet causa menos danos que uma ofensa direta? Para quem posta, pode até ser. Mas para quem sofre, o preconceito nunca é só virtual.

Por isso criamos, em parceira com empresas de mobiliário urbano, outdoors e busdoors com mensagens reais publicadas no Facebook contra a jornalista. Omitimos nomes e rostos dos autores porque não temos intenção de expor ninguém. Queremos apenas conscientizar as pessoas para que futuramente elas reflitam sobre as consequências antes de postar comentários racistas.

O que as pessoas pensam

Fomos as ruas para ouvir a opinião das pessoas impactadas pelos outdoors.

Lançamento da campanha

O evento de lançamento da campanha aconteceu no Parque das Ruínas, no Rio de Janeiro. Estavam presentes representantes da Criola, psicólogos, advogados e veículos de comunicação que debaterem sobre o tema do racismo virtual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *